Prefeitura de São Mateus do Sul inicia processo licitatório para a revitalização da Rua Ulisses Faria

A Prefeitura de São Mateus do Sul iniciou nesta quarta-feira (6), o processo licitatório, modalidade Tomada de Preços, para a revitalização da Rua Ulisses Faria, uma obra no valor de R$ 1.456.775,86, financiada pelo Sistema de Financiamento de Ações nos Municípios (SFM) da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDU), por meio do seu ente de cooperação o PARANACIDADE.

A obra prevê a execução de recapeamento asfáltico com serviços de retirada do canteiro central, limpeza e lavagem da pista, pintura de ligação, reperfilamento e revestimento em concreto betuminoso usinado a quente, meio fio com sarjeta, fincadinha de concreto, ciclovia, demolição de calçadas, calçada em paver, rampa para Portador de Necessidades Especiais (PNE), plantio de grama, plantio de árvores, sinalização de trânsito, drenagem, placa de obra e ensaios de controle tecnológicos.

O projeto envolverá o trecho entre a Avenida Ozy Mendonça de Lima e o trevo com a Rodovia do Xisto – BR 476, na rua Manoel Cunha Bittencourt. A área de recape será de 1.3887,37 m²; Calçadas: 6.261,53 m²; Meio fio: 975,69 m; Galerias: 103,00 m.

“Esta é uma via muito utilizada por grande parte dos moradores da área urbana e rural do município e também uma porta de entrada aos visitantes que chegam à cidade. A rua também faz conexão com os bairros além da grande concentração de comércio e serviços, uma importante via comercial da nossa cidade”, disse o prefeito Luiz Adyr. O projeto visa também promover melhoria na mobilidade urbana com a inclusão da ciclo faixa para ciclistas, remodelação das calçadas incluindo a acessibilidade e por fim o recape asfáltico do pavimento no trecho determinado.

O projeto conta também com a colocação de placas de comunicação visual. Participaram da licitação as empresas Procoenge Ltda. EPP; Flama Construções e Serviços Ltda.; Engemass Engenharia e Construção Eirele e a Paviplan Pavimentação Ltda.

Após a análise da documentação pertinente à habilitação das empresas, por parte dos membros da comissão de licitação, composta pelos servidores Rony Carlos Krulikowski Augustinhaki, quem preside o processo, Amilton Gerson Grabowski Bojanovski e Andréa de Fátima Fernandes, a sessão pública foi interrompida devido a incidência de algumas falhas na documentação das licitantes.

Segundo o presidente da comissão, “as providências foram tomadas a fim de analisar a situação junto à Secretaria Municipal de Obras e a PARANACIDADE e tão logo sejam sanadas, o processo terá sua continuidade”, explicou Rony.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *