Avanços sociais colocam São Mateus do Sul entre as 20 melhores cidades para se viver

Na semana em que comemora os 107 anos de sua emancipação política, São Mateus do Sul recebeu um grande presente: o município se destacou no ranking nacional das melhores cidades para se viver, publicado pelo anuário As Melhores Cidades do Brasil, da revista Istoé.

O estudo, realizado pela Austin Ratings e encomendado pela revista, colocou São Mateus do Sul entre as 20 melhores cidades, na 17ª posição, na categoria dos municípios com menos de 50 mil habitantes. O levantamento foi feito com base em mais de 200 itens e elaborado em todas as mais de 5,5 mil cidades brasileiras.

O estudo levou em conta quatro tópicos principais: indicadores sociais, fiscais, econômicos e digitais. Cada um desses tópicos contém uma série de critérios para avaliação das cidades por diferentes vieses. São Mateus do Sul teve destaque nos indicadores fiscais e, principalmente, nos indicadores sociais, que levaram o município à 17ª colocação geral entre as cidades brasileiras de pequeno porte.

Em carta aos munícipes em função do aniversário da cidade, o prefeito Clovis Ledur destacou os avanços sociais do município nos últimos anos. Para ele, investir no cuidado com as pessoas é o que justifica e faz com que outros investimentos possam valer à pena. “O crescente investimento que fizemos e estamos fazendo, desde que assumimos a prefeitura em 2013, em Saúde, Educação e Assistência Social demonstram uma preocupação com avanços sociais que eram urgentes em nosso município, e que terão resultado visível no futuro. Foi uma escolha muito bem planejada, que partiu da perspectiva de que precisamos cuidar das pessoas para que todos os outros investimentos possam ter efeito”, diz Ledur.

INVESTIMENTO

Bem avaliado no ranking de indicadores sociais, São Mateus do Sul mais que dobrou, nos últimos dois anos, o orçamento de áreas que influenciaram diretamente o cálculo desses indicadores, como a Assistência Social. Em 2012, a Secretaria Municipal de Assistência Social tinha um orçamento próprio de cerca de R$2 milhões. Esse valor deve chegar a mais de R$4,5 milhões neste ano. Um dos principais avanços foi a consolidação de sedes próprias para cada serviço da Secretaria, como o Centro de Referência em Assitência Social (CRAS) e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). “O cidadão que está sendo bem atendido e o trabalhador que está dentro do serviço precisam ter um ambiente agradável. Isso é muito importante. Nós, de fato, evoluímos muito”, destaca a Secretária Municipal de Assistência Social, Marina Ledur. “A política de assistência social é uma política de direitos. O nosso foco de trabalho é no cuidado com a pessoa e sua importância na sociedade. Nosso trabalho está dando certo porque foi planejado e porque teve investimento”, destaca.

RECONHECIMENTO

Não é a primeira vez que São Mateus do Sul se destaca em levantamentos recentes realizados por institutos de pesquisa. Em junho, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) colocou o município entre as 15 melhores gestões fiscais do estado do Paraná. Numa escala que vai de 0 a 1, São Mateus do Sul recebeu nota 0,7166, ficando também entre os 150 municípios com melhor gestão fiscal do Brasil, na 134ª posição. a melhor situação registrada no Município desde o início das aferições da Firjan, há quase 10 anos.

Com informações da Istoé/As Melhores Cidades do Brasil

São Mateus do Sul entre as 15 cidades paranaenses com melhor gestão fiscal

Curitiba é eleita a melhor cidade do Brasil pelo ranking Istoé/Austin Ratings

Siga a Prefeitura nas Redes Sociais!
    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *